26 de fev de 2015

ENCONTRO NA TARDE CHUVOSA



ENCONTRO NA TARDE CHUVOSA
                                        Lucarocas

Numa tarde de pedidos de abraço
Em você me grudei sem sentir medo
Invadi de mansinho todo espaço
Que você me negava por segredo.

Desvendei um mistério em cada traço
Fazendo do seu corpo meu brinquedo
Relaxei num aconchego sem cansaço
Trilhando nesse instante um novo enredo.

E no tremor do encontro delirante
Vi o tempo se perder em um só rompante
Pelo aconchego de um clima de inverno.

E em delírio de tarde tão chuvosa
Senti sua boca quente e buliçosa
Jurar-me uma ilusão de amor eterno.

Fortaleza, 25 de fevereiro de 2015. 20:08h

Nenhum comentário:

Postar um comentário